quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Ainda sobre o post anterior, mas não só

É só a mim que irrita de sobremaneira o uso ultra, hiper, mega excessivo dos telemóveis em tudo quanto é evento?? (Creio que já falei nisto por causa dos concertos, mas não me apetece ir procurar o post agora)

Aqui há dias fui ver a exposição Tesouros do Egipto, no Pavilhão de Portugal. Fonix, acho que não houve uma alminha que não tivesse tirado umas 50 fotos.

Porra é  que ainda por cima ficam ali a empatar o caminho e o acesso a quem quer, efectivamente, ver as coisas.
Uma foto ainda é naquela, mas fazer toda uma foto reportagem da visita...vamos lá  a ter juízo pessoas.

Dúvidas

Honestamente, por vezes não sei como é que certas pessoas conseguiam viver antes do FB.

Com quem partilhariam todos os "peidinhos" que dão?

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Oxigénio procura-se

Ainda não é desta que a xafarica encerra. Bem sei que pouco interessa, mas interessa-me a mim e isso é quanto basta.

A vida não tem sido muito gentil. Mas como em tudo, é sempre uma questão relativa. O estar vento ou não, por vezes, depende apenas do lado da estrada em que se está.

Andei arredada dos blogues. Não tinha paciência, não tinha espírito e muito menos vontade. Por vezes também não tinha muito tempo, verdade seja dita.

Mas voltei. Voltei a ter vontade de escrever as minhas merdas, fazendo sempre juz ao nome do blog.
O blog é meu, são as minhas merdas. Por vezes também são as merdas dos outros, que o que não falta prái são merdas feitas por tantos (umas boas, outras nem por isso) e  merdas de pessoas (também abundam).

Regressei do mundo dos mortos dos blogues (sim já sei, há sempre quem preferisse que eu por lá me mantivesse...para esses, um grande abraço e um baldinho daqueles!).

Deparo-me com blogues encerrados. Um voltou, felizmente! Saravá pipinha, que tanta falta me fazias. Outro continua M.I.A, sim Uva, és tu. Volta por favor que me fazes cá muita falta.
Outros continuam no mesmo registo, uns em bom, outros nem tanto...

Bem, mas cá estou. Viva e de boa saúde (física, que a mental...tem dias) mas a precisar de muito oxigénio...puro.

domingo, 8 de janeiro de 2017

This is life

Tentamos exorcizar os nossos demónios, mas eles estão sempre cá.

O truque é pensar que na realidade não são demónios, são partes de nós que estão cá para nos acompanhar...

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Dos extremos

Não sei quem me irrita mais, se os extremamente pessimistas e negativos se os super positivos.

Mas aqui que ninguém nos ouve, acho que os super mega optimistas (cheios de energias e merdas tiradas de livros de auto - ajuda) me conseguem tirar mais do sério.

sábado, 12 de novembro de 2016

Das r(a)elações...

Encontrei o meu primeiro cabelo branco num dia que acabou por ser um dos piores da minha vida (se não o pior mesmo).

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Porque eu sei que estavam cheios de saudades dos meus ataques de síndrome de Tourette

Puta que pariu os paizinhos que consideram legítimo perturbarem o trânsito para irem buscar os seus petizes ao colégio.

Foda-se! A sério, a situação que se passa ali à porta do Liceu Francês  (e não será seguramente só aí) é execrável.

Mas mais execrável é o facto da polícia não fazer nada.
Não querem multas? Era colocarem lá um ou dois agentes ali pela hora da saída  (imagino que à entrada possa ser o mesmo) e era só facturarem.

República das bananas do caralho!

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Devo estar na menopausa (muito) precoce

Só isso explica o calor e afrontamentos que estou aqui a sentir no autocarro (que está longe de ir cheio).

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Disso dos ricos

Não obstante muita coisa, still, deixem-me que vos diga, que quem tem a mania que os que pagam muitos impostos ( logo, sustentam os mandriões) são os trabalhadores que levam este e o outro mundo às costas, devia ir passar umas horitas à empresa onde eu trabalho.

Claro que sim...

Adoro quando sacam da cartada "oh, mas eles até gostam. Faz-lhes bem e eles gostam" quando tentam "justificar" o porquê das suas criancinhas ficarem a cargo dos avós (numa base diária e em substituição do infantário).

Gostam, claro que gostam.

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Não quero parecer mal agradecida

Não deixando de ser de louvar este tipo de medidas (intenção, pelo menos), ainda assim, o que é que é suposto fazermos com as crianças dos 5 meses até aos 3 anos??!

É para quem pode, não para quem quer...

Uns trabalham,  outros vão ao local de trabalho passar tempo.

A puta da minha úlcera um dia dá cabo de mim. Ou dá cabo de alguém, pelo menos.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

A decidir...

Se acho mais revoltante/deprimente/triste a polícia ordenar a uma mulher que tire o burkini ou "expectadores" que aplaudem e gritam "vão para casa" enquanto a cena decorre, com a filha da senhora a chorar ao lado desta.

E o expoente máximo da ignorância será alguém achar mesmo que os radicais, os extremistas, deixam mesmo as mulheres irem para a praia alegremente banharem-se com as filhas (com burkini ou não).

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Sobre aquilo de cuspir para o ar

Será mesmo verdade que é muito fácil educar os filhos dos outros, ou há malta que devia ter mais pulso nos seus filhos.

Não sei se tenha mais pena de ter de vir a engolir em seco as coisas que digo, ou se do futuro da minha cria...

Once again

A alegria das férias passa assim que me sento à secretária e ligo PC.

Era passarem-me um pano encharcado para as mãos...

Acho que já sei o que quero fazer quando crescer...

Ter uma agência de viagens!

domingo, 7 de agosto de 2016

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Vergonha alheia é...

Conseguir fazer um trabalho, numa área completamente distinta da nossa formação académica, muito melhor do que uma pessoa dessa área e que recebe para o fazer...

Nem sabia se havia de rir ou chorar.

So many things to do, so little time...

Comecei um novo ano esta semana. Rumo ao 38...que 37 já cá moram.

O trabalho é mais que muito e a vontade abaixo de zero.

O calor é muito. Mas para a semana meto-me a banhos.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Realmente, as coisas são como são

Vejo as notícias do atentando em Nice e sinto-me desolada. Sinto-me triste. Merda de mundo este em que vivemos.

Vejo imagens, várias. Personalidades diversas apresentam, e muito bem, as condolências.

Mas depois penso, e quando rebentam bombas em hospitais, em escolas, em aldeias cheias de mulheres, crianças, centenas de inocentes, por esse mundo fora. Aquele lado do mundo que não está aqui ao lado. Na Síria, no Iraque...
Onde anda esta nossa indignação?
Onde estão as ondas de solidariedade?

No fundo, mesmo lá no fundo, não nos "comovemos" mais agora porque somos mais amigos ou sentimentalmente mais próximos dos franceses (no caso), "comovemo-nos" porque eles estão, literalmente, aqui ao lado. Porque foi na Europa. E a europa é aqui. A europa também sou eu. E o perigo, quando está demasiado perto, mete medo. Mete mesmo muito medo.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Também pode ser da idade...

Não faço puto ideia de quem sejam as pessoas que estão na "tenda VIP".

Pior. Neste último Alive, o Miguel Ângelo estava na tenda VIP. Não, ele ainda não morreu...

Sabes que estás a ficar velha quando...

Não conheces a banda cabeça de cartaz de um festival.

Estou a assistir aos National na SIC Radical

Alguém me consegue explicar o que tem assim de tão extraordinário tocar na mão, braço, whatever de um vocalista. A sério.

Conclusões dos festivais de Verão #2*

Alguém por favor tome a atitude banir os telemóveis dos concertos. 

Pá, tirar uma foto ou outra ainda vá, já sabemos que as redes sociais têm de ser alimentadas, não é verdade. Mas eu não paguei para ver um concerto pelo ecrã do caralho dos vossos telemóveis. 

E deixem-me que vos diga que se é para o verem assim mais vale pouparem o guito do bilhete e a cerveja  a 4 euros cada meio litro mal enjorcado, e vão antes para casa ou para uma esplanada ver na TV.

*Na realidade este flagelo não é exclusivo dos festivais, aplica-se a todos os concertos em geral.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Lá disso do casal que teve sexo em público, com a filha menor ao lado

Concluo que a verdadeira preocupação, nos dias que correm, é a de ter o telemóvel sempre em riste e saber fazer o upload de vídeos para as redes sociais.

E parecendo que não, essa merda entristece-me de sobremaneira.

Nota a quem filmou (esta e outras situações): o telefone, para além da opção de filmar e fotografar, também tem um botão que permite efectuar chamadas, nomeadamente para as autoridades ou serviços de emergência.

*e sim, a atitude daquela mãe é nojenta.

Por vezes não compreendo porque gosto tanto de ir de férias...

Quando regresso ao trabalho parece que o mundo desabou...

Devo ser muita boa eu, pena o recibo de vencimento nem sempre espelhar isso...

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Pedido aos SMAS

Metam xanax a correr nas torneiras deste país.

Meus amigos, vamos lá a ver. Somos livres de não concordar com determinada opinião ou atitude. Podemos criticar, é algo que a liberdade de expressão nos confere.
Até podem brincar, gozar. Hey, no limite e se a educação assim vos conduzir, até podem insultar.

Mas ameaças? Desejar a morte?
Epaaaaa se calhar convém começarem a agarrar uma calminha, não!?!

E mesmo os insultos, pensem lá nisso com mais carinho.
Há mesmo necessidade de cuspirem aqueles impropérios todos que aparecem nas redes sociais?

É que eu leio aquilo, e a ira, a fúria, o ódio que destila dali, chega a ser medonho. Fico com a sensação de que o estado devia era fazer uns contratos de associação com empresas que leccionem cursos de "anger management"...